Dilma rebate vaias e ex-presidente Lula as critica

Para acompanhar de perto a cerimônia de abertura e o jogo de estreia da Copa do Mundo no Brasil, a Presidente Dilma Rousseff esteve presente na Arena Corinthians. A governante foi vaiada e xingada pela torcida.

Ontem, a presidente se pronunciou em sua defesa, e disse que não se abaterá pelas agressões verbais que sofreu.

“Não vou me deixar perturbar, atemorizar, por xingamentos que não podem ser sequer escutados pelas crianças e famílias. Suportei agressões físicas quase insuportáveis e nada me tirou do meu rumo”, afirmou.

Dilma defendeu também aqueles que não a vaiaram, afirmando que esses representam a maioria da população brasileira e não os que gritaram contra ela.

“O povo brasileiro não age assim e não pensa assim. Sobretudo, o povo não sente da forma como esses xingamentos expressam. povo brasileiro é civilizado e extremamente generoso e educado. Podem contar que isso não me enfraquece. Podem contar”, completou.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou as vaias à presidente: “Eu vi uma parte da manifestação contra a presidenta Dilma e eu fiquei pensando que não é nem dinheiro nem escola nem títulos de doutor que dão educação para as pessoas. Educação se recebe dentro de casa. Eu nunca tive coragem de faltar com respeito a um presidente da República”.

“E não era nenhum pobre [vaiando Dilma]. Parece que comeram até demais, estudaram até demais, porque perderam a educação e o respeito”, disse Lula, que também afirmou que há muita coisa ainda a ser feita no país, imaginando que “as pessoas iam ficar felizes ao verem os pobres começarem a comer”. “Mas não, eles se incomodam. Eles preferiam um avião vazio, com meia dúzia de ricos”, concluiu o ex-presidente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *